Sinopse oficial: Bárbara Soares tem 18 anos e acabou de entrar na faculdade de publicidade mais importante do Rio de Janeiro. Depois de anos de estudos, Babi decidiu mudar de estilo e fazer novos amigos através de um blog de crônicas na internet. Ao criar o Garotapop.com, Babi conquista uma legião de fãs na internet e se torna uma das garotas mais populares da rede, deixando de lado o seu lado Nerd. Com a autoestima elevada, ela ganha confiança para paquerar o garoto mais disputado da faculdade e se torna uma celebridade universitária. Só que seus planos de ser popular vão por água abaixo quando conhece Lucas, um garoto inteligente e carinhoso que vai despertar em seu coração o amor pela literatura e poesia. Entre Tuítes, mensagens no Facebook, postagens em blog e perguntas no Formspring, Bárbara conta a sua história de uma forma irreverente e totalmente cativante.


Comprei este livro muitas Bienais atrás, e estava enrolando até hoje para poder ler. A proposta do livro é ser um romance bem levinho e interagir com o mundo conectado de hoje. E realmente, esta proposta é muito bem cumprida. Às vezes ler uma história leve e bem descontraída, faz muito bem (o que eu precisava para comemorar o término da minha semana de provas).

Bárbara Soares, ou Babi, acabou de entrar na faculdade de Publicidade e Propaganda em uma das principais faculdades do Rio de Janeiro. Para voltar a ser a popular que não conseguiu no 3º ano do Ensino Médio, ela cria um blog onde vai escrever sobre tudo, de conselhos amorosos a poesias. E nessa loucura de vida nova, ela vai se meter em algumas confusões, mudar muitos conceitos, evoluir como pessoa e ganhar alguns (muitos) aprendizados e amizades.

Mas eu acho que o livro perde pontos em vários aspectos: clichê, desatualização das redes sociais, personagem muito imatura para o contexto colocado e lições que a autora tenta passar no meio do livro.

Falando sobre cada aspecto colocado ali em cima:

Clichê: desde o primeiro capítulo você já consegue desvendar a história inteira. Não que isto seja algo ruim, até porque já li excelentes livros que eram super clichês. A questão é que perde um pouco do encanto, porque o elemento surpresa é retirado. Houve um momento que eu fui pega de surpresa, pois não esperava tal atitude do personagem. Porém, isto não apaga o clichê do livro inteiro.
Desatualização das redes sociais: em pleno 2014 (ou 2013 quando o livro foi escrito), uma menina que se diz popular e entendida de tudo usar "msn" e "orkut"? No mínimo estranho. Pois msn não existe e não está como principal rede de bate-papo há bastante tempo e orkut deixou de ser a rede social mais badalada há mais tempo ainda.
Personagem muito imatura para o contexto: a questão é que Babi está entrando no primeiro semestre da faculdade, e como ela diz que passou direto do 3º ano para a faculdade, subentende-se que ela tem 17 ou 18 anos. Pode ser um problema que eu tenho, mas eu associo a idade da personagem ao público-alvo do livro, então, para mim a personagem é muito imatura e tem atitudes que não condizem nem um pouco com a sua idade. Seria muito mais interessante se a autora colocasse a personagem nos primeiros anos do Ensino Médio, ia condizer mais com a mentalidade e as atitudes da Babi.
Lições que a autora tenta passar no meio do livro: uma das coisas que mais me irrita. Acho que isso já é pessoal, mas gosto e acho muito mais interessante passar lições dentro da história do que pausar o que está acontecendo e inserir um momento que não tem nada a ver com o contexto para passar esta moral. Acho que isto deve passar, mas não deste jeito. Aliás, é mais uma coisa que contribui para diminuir ainda mais a idade do público-alvo, pois você passa aqueles tipos de moral para pré-adolescentes, não para leitores mais velhos.

Para resumir, o livro é bom sim! Serve para distrair, esvaziar a mente das preocupações e passar um tempinho com algo divertido e leve. Apesar das críticas que fiz, a escrita da Carol é muito boa e consegue prender sua atenção. É uma história fofinha, com uma personagem que tem muito potencial, e um casal super combinam e são lindos juntos.

Até a próxima!



Deixe um comentário