Olá,
O post de hoje não é bem uma resenha, mas sim uma "prévia" dela!
A editora Novo Conceito enviou para alguns blogs - você já deve ter notado pela blogsfera - alguns livretos com 86 páginas do livro "A Playlist de Hayden", que será lançado oficialmente dia 06 de abril, para que nós demos à vocês, leitores, uma pequena amostra do que esse livro delicioso de ler tem a oferecer! Vamos lá?
















Como não li a obra completa ainda, tudo o que posso dizer é sobre essas 86 páginas lidas, então, se a minha visão (de agora) comparada com a posterior (a da resenha de fato) for um tanto superficial em relação a obra, me desculpem mesmo (haha)!

Olhando exteriormente, você talvez estranhasse essas duas figuras: Sam, um adolescente moreno, alto e magricelo, pobre, com um QI acima da média e paciência zero; e Hayden, um menino da mesma idade, loiro , acima do peso, disléxico e com uma serenidade incomum. Ambos grandes fãs de videogames. Ambos grandes fãs de música. Ambos solitários.
E essa solidão que os mantém juntos, sempre unidos, até o Ensino Médio, mas as coisas só fazem piorar. Nem mesmo o irmão mais velho de Hayden ajuda a facilitar o processo; seus dias são baseados em atormentar o caçula e torna-lo motivo maior de gozação no colégio.

Até que um dia, Hayden chega ao seu limite e algo terrível acontece.

E é isso que Michelle Falkoff trata em "A Playlist em Hayden",o bullying, um tema que (felizmente) é cada vez mais retratado e discutido abertamente nos dias atuais e que ainda afeta - e ás vezes permanentemente - a vida dos adolescentes, e chega a atormenta-los até em sua vida adulta .




























Não quero antecipar muitas informações aqui para vocês, mas já adianto que o livro gira em torno da vida de Sam depois do acontecimento terrível que com seu melhor amigo, através de uma narração em 1ª pessoa simples e sensível. Fácil identificação com qualquer um: o sentimento de perda e derrota, e ao mesmo tempo, a esperança que de que os tempos ruins irão passar, então não perca a chance de conhecer Sam, um adolescente como qualquer um de nós, seja você hoje um ou que já tenha sido e a misteriosa playlist que Hayden deixou para ele. 
Porque eu não vou perder e em breve postarei minha opinião COMPLETA aqui. Espero que o livro mantenha o ótimo ritmo que capturou minha atenção durante essas 86 páginas.

E você, quais são suas expectativas sobre ele? Ele vai estar na sua wishlist? Comente e diga sua opinião!



Deixe um comentário