Olá pessoal,
Hoje no no blog tem a resenha sobre um autor nacional parceiro aqui do blog, o Andrew Ulisses!

Um dia qualquer, Garley, um menino 16 anos, pobre e vítima de bullying na escola, encontra um dia, correndo para evitar os valentões, encontra no chão um misterioso medalhão dourado.


Planeja então vender o medalhão e assim usar o dinheiro para ajudar nos pais com sua situação financeira, mas a noite sua curiosidade o trai e ele experimenta o medalhão, sendo magicamente transportando para a Ilha de Kansnubra.

Perdido nesse lugar desconhecido, deve contar com a ajuda de novos amigos, incluindo um mago bem-humorado e uma família mágica incomum, para desvendar a profecia que o aponta como grande salvador daquela ilha enfeitiçada por um mago cruel.

Em primeiro lugar gostaria de frisar mais uma vez; nas minhas resenhas, sinto a obrigação de oferecer minha opinião sincera, então não vou fazer menos que isso, mesmo que seja um livro de um autor parceiro do blog.

A escrita do leitor é  simples, assim como as descrições, porém, no enredo, me senti incomodada desde do início. A ideia de um menino qualquer, considerado comum e sem muitos talentos, abusado por colegas/parentes e que de repente, descobre-se o "escolhido" de algo, não lhe remete a lembrança de outras histórias, com a exata mesma fórmula inicial?...

Mas deixando isso de lado, tentei ignorar essa característica e seguir em frente; ainda poderia me surpreender, quem sabe? Não é só porque a ideia inicial é muito usual que não pode ser desenvolvida para algo maior. Cada caso é um caso.

Garley já na ilha, localizada no misterioso Triângulo das Bermudas, assustado, encontra ajuda com Aldrich, um mago sábio e bondoso (que lembrou muito Gandalf e Dumbledore...).Este o leva para a casa de Johnny e Laura, um casal rico bem-humorado, pais de Alix, uma menina inteligente e teimosa e tios de Jorge, um menino divertido e medroso, ambos com idades aproximadas de Garley. Descobrem que a avó já falecida da família, uma sábia e poderosa bruxa, havia premeditado anos atrás que um desconhecido, vindo de um lugar distante da ilha têm a missão de destruir o portal (partes das 3 ferramentas necessárias para viajar para fora da ilha, incluindo entre elas o medalhão) e  salvar a ilha de um mal que os prende todos ali, assim herdando o poder do antigo herói da cidade, o Cavaleiro Dourado. E assim decide-se que todos iriam acompanhar Gale na busca pelo portal através de uma floresta sombria cheia de perigos e obstáculos.

Algo que me incomodou DE VERDADE também foi a enorme surrealidade sem maiores explicações. Não é por ser voltado ao público infanto-juvenil (apesar de estar classificado oficialmente como "ficção brasileira") ou ser um livro do gênero fantasia que se esquece de apontar explicações para acontecimentos e fatos, que o tempo todo representam uma grande diferença no desenvolvimento da história. Há muitos livros por aí que provam que isso é possível.  Primeiramente afirma-se que a ilha se encontra nos Triângulo das Bermudas, isto é, numa área entre a América Central e América do Norte, onde a maior parte esmagadora da população apresenta características como olhos e pele escuras, negros e "latinos". Afirma-se também que antes da ilha ser enfeitiçada havia interação constante entre pessoas de fora e os habitantes da ilha, causando então, uma grande miscigenação. Porém durante toda a história só apenas foram apresentados, desde personagens principais, vilões ou meros "figurantes" pessoas de olhos (principalmente azuis), cabelo e pele claras. Não que isso afetasse a obra em geral, mas bastava uma mínima explicação? Digamos então, que não, não foi uma interação entre os povos locais, mas sim estrangeiros caucasianos vindos por este e aquele motivo.

Os personagens, além da clara repetição de essências, são mostrados de maneira muito superficial. Diálogos mornos, de vez em quando até divertidos, mas insuficientes. Alguns como Johnny e Aldrich, ou até Zallezeres, me instigaram por terem personalidades interessantes, porém nenhuma de suas histórias pessoais ou sentimentos é relevado; são deixados para escanteio.Jorge e Alix estão lá, tem postura mais presente e parecem ser junto á Garley, aquele típico trio mágico; o líder tímido, a menina inteligente e teimosa, o amigo engraçadinho. 

Garley, como personagem principal, deixa muito a desejar. Tem boas intenções, sim, uma porcentagem de coragem, sim. Mas como herói da forma que é contextualizado pelo autor, não se encaixa. Sempre acreditei que para o herói, é necessário provar-se. Não basta um bom caráter, deve-se provar-se digno do titulo. A minha impressão durante todo livro é que tudo foi fácil demais para ele .Desde do momento que ele ganha a espada, simplesmente puxando-a, justificada apenas em que este era o destino dele como Herdeiro e apenas, até as lutas, onde não raramente era salvo por outro personagem.

Não se pode dizer que apesar disso tudo, o autor não teve sua dose de criatividade; entre algumas ideias aqui e ali, ele optou por incluir a tecnologia nesse mundo mágico. Enquanto em outros livros, me incomodava exatamente o fato de que a maioria das sociedades imaginárias vivia como se estivessem no século passado, as vezes por nenhum motivo específico ou simplesmente por não quererem se adaptar á vida (muitas vezes mais simples) proporcionada pela tecnologia. Esse foi o ponto mais forte e que mais me agradou.

A história da ilha; como ela foi aprisionada pelo feitiço de encobrimento, seus grandes magos e bruxas do passado, suas cidades, costumes, animais e cultura também criam grande curiosidade para o leitor. A cada descrição de Garley dos exóticos pratos da ilha, mais vontade tinha de experimentar!

Apesar desse primeiro livro da série não ter sido uma leitura tão boa, quem sabe o próximo me agrade? Posso citar vários também que o que houve foi exatamente o contrário: eu gostar do primeiro livro e me decepcionar profundamente no segundo, e vice-versa.

Mas não considere totalmente a resenha, eu posso não ter gostado, mas quem sabe você, leitor, possa dar uma chance a este livro e ver se sua opinião divergia-se da minha?

Infos: Editora: Novo Século - Novos Talentos da Literatura | I.S.B.N.: 9788576799290| Número de páginas: 280

Links do autor: Fan Page | Saraiva | Site






17 Comentários

  1. Wow, já cheguei a fazer uma resenha do livro também, mas a sua está tipo excelente O-O Adorei, sério mesmo, cheio de detalhes e tudo mais, meus parabéns e seu blog também é muito lindo, tudo muito perfeito *^*
    Beijos x)

    Jackson - http://tronodelivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Amo conhecer novos escritores! Esse parece ser ótimo, amei a história, sua resenha está realmente incrível, fiquei louca de vontade de ler hsaushuahs
    Bj Bj.

    http://www.tendadoslivros.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Sério que você não curtiu o livro? Eu já li muitos, mas adorei esse, uma leitura rápida e leve, fiquei meio aaaan em algumas partes, mas talvez por este ser o primeiro livro dele tenha tido essas pontas soltas pra vc..mas sério,eu achei o livro muito bom.
    Sua resenha esta muito boa, cheia de detalhes ,,
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Heey, Manu, boa noite!
    Preciso dizer que adorei sua resenha, ficou muito completa e bem informativa <3 Quanto ao livro, é uma pena pensar que talvez não tenha atingido o potencial que apresentava, mas, o bom de ser série, é que realmente dá para se recuperar nos próximos. Apesar de ser um risco, estou tentando focar mais nos nacionais recentemente, então acredito que vou me aventurar no Triângulo das Bermudas também. Quem sabe o que iremos encontrar? :D
    Abraços e ótimo fim de semana!

    http://confissoesdeumleitor.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem sabe, né? Ainda é um aventura e tanto!

      Excluir
  5. Heey Manu, tudo bem?
    Amei sua resenha, o livro parece ter uma história legal, mas concordo com seus argumentos, eu ainda não li, mas quem sabe eu não leia?
    Gostei muito do seu blog, achei o conteúdo formidável! Já segui o blog para ficar por dentro das novidades do blog!
    Abraços!
    http://enjoythelittllethingss.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi manu! Tudo bem?
    Então, eu amo esse livro de verdade está na minha lista de recomendados e é um livro muito muito muito bom no meu ver. Gostei bastante mesmo. Você não da classificação?

    Beijos.
    http://victor-reads.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Não gosto de dar classificação, porque sinto que não é muito justo. Afinal varia de um gênero para outro e também da comparação. Exemplo comparar 1984 com Laranja Mecânica e Guerra dos Tronos com O Senhor dos Anéis. Mas ai se a comparação fosse 1984 com O Senhor dos Anéis? Certamente que seria um trabalhão a comparação, porque fazem parte de "universos" completamente diferentes dentro da literatura, apesar de ter sim suas semelhanças. Não me sinto confortável dando essas classificações, afinal, não cabe a mim dizer o quão "bom" é (na verdade acho isso bem é subjetivo). :)

      Excluir
  7. Olá Querida adorei a Resenha está super bem Explicada e fiquei interessada em Ler o Livro :)
    http://princesaaguerreira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Manu, tudo bem? Fiquei triste por você não ter gostado da leitura, viu! Quanto a resenha, oque posso dizer? Simplesmente perfeita a maneira como você colocou os pontos positivos e negativos sem denegrir a obra. Sutilmente você instiga o leitor a ler e formar a própria opinião, para mim isso se chama profissionalismo. Amo os blogs literários, para nós autores iniciantes, cada resenha lida é uma emoção diferente, um aprendizado e faz parte do nosso crescimento como autor. Parabéns e muito sucesso com o ótimo blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada mesmo por sua opinião aqui no blog, Andrew! Espero que de alguma forma minha resenha que seja apenas benéfica. Igualmente muito sucesso e como eu disse, quem sabe no próximo eu não me surpreenda com Garley e suas aventuras? Ainda quero saber dele <3

      Excluir
  9. Oi, Manu!!! Tenho muito interesse no livro, inclusive, já comecei a lê-lo, mas dei uma parada. Espero que a leitura melhore mais para a frente. Parabéns pela resenha! Foi uma das melhores que já vi sobre o livro.

    Abraço,
    www.falandoemlivros.com

    P.s: sinceridade é tudo! Haha.

    ResponderExcluir
  10. Oi Manu, que pena que não foi uma leitura tão boa, parabéns pela resenha gosto muito da sua sinceridade e franqueza, bjus da Gi!!!
    http://www.magisbook.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi Manu,amei a resenha,to super querendo ler esse livro :)

    ResponderExcluir