Aumenta a pressão escolar;aumentam-se os estudos também, por isso há algum tempo não pude adiantar minha leitura. O que aconteceu? Acabou-se formando um montinho "em espera" maior que o normal. Tive que diminuir meu ritmo de 3 ou 4 livros ao mesmo tempo, para dois, dando preferência aos livros dos autores parceiros do blog.


E agora com minha viagem pertinho, no dia 14 desse mês, sobra menos tempo ainda.Mesmo assim, minhas expectativas para esses livros não diminuiu; ainda aguardo ansiosa.
Então convidos vocês, leitores, a dar uma espiada nesse meu "montinho" (esse em especial foi formado só de livros que ganhei de presente kkk) :
Na ordem (de baixo para cima):

"O Livro das Coisas Perdidas", John Connoly
Sinopse:Em "O livro das coisas perdidas", John Connolly desconstrói fábulas conhecidas, como A branca de neve e os sete anões e João e Maria, por meio de muita imaginação e mistério. Indicado ao prêmio Hughes & Hughes de melhor romance irlandês em 2007, quando lançado na Grã-Bretanha e nos Estados Unidos, fez grande sucesso e virou mania entre todas as idades. Após a morte da mãe, David, de doze anos, passa a maior parte do tempo em seu quarto tendo os livros como companhia. Quando eles começam a sussurrar palavras para o menino, realidade e imaginação se misturam até que, ao brincar no jardim, David entra em um reino encantado, onde encontrará heróis, monstros e um rei fracassado que guarda seus segredos em um livro misterioso. Ecoando por contos de fadas com os quais todos os leitores cresceram, O livro das coisas perdidas é a apaixonante história de um menino que descobre que ler pode transformar qualquer fantasia em realidade e que, na vida real, crescer pode fazer de um simples jovem um herói.

Expectativa: Recebi muitos elogios mesmo sobre esse livro, e essa sinopse simplesmente me encantou (adoro estas misturas realidade-fantasia), por isso está entre os primeiros da lista ser lidos logo que eu voltar!

"Bandeira Negra", Oliver Bowden
Sinopse: Assassins’s Creed: Bandeira negra" é a mais recente novelização inspirada na franquia de games Assassin’s Creed. Escrito por Oliver Bowden, o livro começa em 1715 e conta a história de Edward Kenway, um notável pirata e corsário que viveu na Era Dourada dos Piratas. Ele é o pai de Haytham Kenway e avô e Ratonhnhaké:ton (Connor Kenway), personagens apresentados aos leitores em Assassin’s Creed: Renegado. "Assassin's Creed: Bandeira negra" mistura exploração naval com combate e aventuras, tanto em terra quanto no mar das Caraíbas.
Expectativa: Admito que esse eu vou ler por inssistência MUITO GRANDE do meu amigo que adora a série "Assasin's Creed".Já havia lido os dois primeiros livros da série, mas achei eles bem medianos, meio "mornos", mas não ao ponto de NÃO gostar realmente.Espero que esse supere os outros e pelo menos tem uma tema interessante: a aventura na pirataria.

"Kiki Strike e a Cidade das Sombras", Kirsten Miller 
Sinopse: Cinco meninas perigosas e destemidas, um milhão de ratos famintos, uma cidade secreta no subsolo de Nova York e uma espiã implacável. Bem-vindos ao mundo de Kiki Strike! A vida da jovem Ananka Fishbein nunca mais será a mesma. O que parecia um simples exercício de reconhecimento do território ao redor de seu apartamento em Nova York transforma-se em uma aventura de vida ou morte. Descendo muitos metros abaixo da superfície que conhecemos, Ananka chega a uma misteriosa sala. O lugar dá arrepios e parece que ela descobriu algo grandioso e até então secreto. Mas a garota não poderia imaginar que, sem querer, achara o caminho para a esquecida Cidade das Sombras, um lugar incrível e também perigoso, que repousa sob a agitada vida de Manhattan - isso mesmo, uma cidade inteira construída embaixo das ruas e avenidas da Big Apple!
Mas isso não é tudo. As coisas ficam ainda mais enigmáticas depois que Ananka conhece a misteriosa Kiki Strike, uma menina pálida que só se veste de preto, dirige uma Vespa, mesmo sendo menor de idade, e parece se alimentar apenas de café-au-lait. Kiki, uma jovem espiã, já sabia da existência da Cidade das Sombras - uma espécie de labirinto secreto, que serviu de esconderijo e rota de fuga para mafiosos e ladrões no século XIX.
Ansiosas por adrenalina, riquezas e com a promessa do acesso a qualquer lugar de Manhattan por meio das catacumbas, Ananka e outras quatro meninas são recrutadas por Kiki Strike para explorar a cidade secreta. Um time com talentos diversos - de habilidades com explosivos e disfarces a experiência em roubos e invasão de sistemas -, que rapidamente se vê envolvido em uma aventura de tirar o fôlego, repleta de perigos e revelações fantásticas. Em "KIKI STRIKE E A CIDADE DAS SOMBRAS", romance de estréia de Kirsten Miller, coragem, vingança e muita ação se misturam em uma incrível história sobre um lado sombrio de Nova York que apenas começamos a conhecer.
Expectativa: esse eu já havia visto nas livrarias muitas vezes, muitas hesitei em comprar e não levei.Acabei ganhando de presente, e minha impressão que é seja meio "Austin Powers", espionagem infato-juvenil, por isso acredito que será bem divertido de ler.

"Eu sou Malala", Malala Yousafzai
Sinopse: Quando o Talibã tomou controle do vale do Swat, uma menina levantou a voz. Malala Yousafzai recusou-se a permanecer em silêncio e lutou pelo seu direito à educação. Mas em 9 de outubro de 2012, uma terça-feira, ela quase pagou o preço com a vida. Malala foi atingida na cabeça por um tiro à queima-roupa dentro do ônibus no qual voltava da escola. Poucos acreditaram que ela sobreviveria. Mas a recuperação milagrosa de Malala a levou em uma viagem extraordinária de um vale remoto no norte do Paquistão para as salas das Nações Unidas em Nova York. Aos dezesseis anos, ela se tornou um símbolo global de protesto pacífico e a candidata mais jovem da história a receber o Prêmio Nobel da Paz. Eu sou Malala é a história de uma família exilada pelo terrorismo global, da luta pelo direito à educação feminina e dos obstáculos à valorização da mulher em uma sociedade que valoriza filhos homens. O livro acompanha a infância da garota no Paquistão, os primeiros anos de vida escolar, as asperezas da vida numa região marcada pela desigualdade social, as belezas do deserto e as trevas da vida sob o Talibã. Escrito em parceria com a jornalista britânica Christina Lamb, este livro é uma janela para a singularidade poderosa de uma menina cheia de brio e talento, mas também para um universo religioso e cultural cheio de interdições e particularidades, muitas vezes incompreendido pelo Ocidente. 
Expectativa: eu realmente queria ler esse livro há um tempão e quando o recebi de presente fiquei realmente alegre - finalmente.Já até havia comentado sobre ele aqui no blog, é uma tema muito atual e melhor ainda; nas palavras de alguém que realmente viveu o acontecimento, não alguém que está apenas relatando. Sinto que vai muito bom e com certeza vai ser um dos primeiros que vou resenhar aqui.

"Manuscrito encontrado em Accra", Paulo Coelho
Sinopse: 14 de julho de 1099. Enquanto Jerusalém se prepara para a invasão dos cruzados, um grego conhecido como Copta convoca uma reunião com os jovens e velhos, homens e mulheres da cidade. A multidão formada por cristãos, judeus e muçulmanos chega à praça achando que irá ouvir uma preleção sobre como se preparar para o combate, mas não é isso que o Copta tem a lhe dizer. Tudo indica que a derrota é iminente, mas o grego só quer instigar as pessoas a buscarem a sabedoria existente em sua vida cotidiana, forjada a partir dos desafios e dificuldades que têm de enfrentar. O verdadeiro conhecimento, acredita, está nos amores vividos, nas perdas sofridas, nos momentos de crise e de glória e na convivência diária com a inevitabilidade da morte. Na tradição de O Profeta, de Khalil Gibran, o Manuscrito encontrado em Accra, de Paulo Coelho, é um convite à reflexão sobre nossos princípios e nossa humanidade. “Ame. Não falo aqui apenas do amor por outra pessoa. Amar significa estar disponível para os milagres, para as vitórias e derrotas, para tudo o que acontece durante cada dia que nos foi concedido caminhar sobre a face da Terra."
Expectativa: eu particularmente comecei a gostar de Paulo Coelho - referindo-se á escrita do leitor - recentemente.Tinha um pouco de receio sobre ele, mas então li  "O Alquimista" (muito bom, recomendo á todos) e adorei! A proposta desse livro se assemelha um pouco á do Alquimista, mas só folheando as páginas vi que tem uma estrutura bem diferente. Criei já uma boa expectativa sobre ele, espero não me decepcionar!


Então, qual vocês acham que devo ler primeiro? Já leram algum desses? Gostaram, não?
Comente e diga sua opinião!

P.s: não deixe de conferir o blog porque depois vou postar o "montinho" em e-books para ler também!


8 Comentários

  1. Amei o livro das coisas perdidas, leria com certeza..espero que goste das leituras e que consiga lê-los.
    Me chame para as resenhas.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Oi Manu, é a primeira vez que passo por aqui e já gostei bastante do seu cantinho! Parabéns pelo blog! Com relação ao post, achei muito bacana você colocar suas expectativas com relação a leitura dos livros (além da sinopse)! Eu fiquei especialmente interessada em ler Eu sou Malala, esse livro já está na minha lista de desejados!! :}

    Maritza Bom
    Prólogo da Leitura

    ResponderExcluir
  3. Não tenho nenhum desses, e na verdade, eu nem sabia que vários deles existiam, haha. Achei bem interessante o primeiro, vou procurar mais sobre ele.

    André Luiz
    www.viajandonoslivros.com

    ResponderExcluir
  4. Olha, nesse mundo literário é difícil eu dizer que detesto isso ou aquilo. Mas se tratando do Paulo Coelho, posso dizer que embora admire o cara, DETESTO (com caps mesmo) as obras dele. Tá, ficou confuso, vou explicar.

    Paulo Coelho, que já quis ser ator, sempre deixou claro sua ambição: ser rico. Não deu certo como ator, é verdade, mas o cara foi genial na arte da colagem. Não consigo considerá-lo autor, porque tudo o que ele faz é pegar ideias sensacionais de outros autores e reuni-las em seus livros, juntando aqui, alterando ali, colando acolá... E voilà! Então, admiro o cara por ter alcançado seu objetivo, mas não consigo admirar a literatura dele. É uma pena os gringos acreditarem que nossa literatura contemporânea se resuma a ele :/

    Passado meu desabafo em relação ao PC... Os outros livros parecem bem interessantes *-* O livro das coisas perdidas também me ganhou com a sinopse o/

    Thati;
    http://nemteconto.org

    ResponderExcluir
  5. Admiro quem consegue ler bastante assim. Pelos títulos os livros ja parecem ser bem interessantes. Parabéns pelo blog!

    Beijão <3 http://bloguetanamoda.blogspot.com.br/ <3

    ResponderExcluir
  6. Realmente menina, a vida é uma loucura. Eu estava assim também, milhões de coisas para fazer e infelizmente acabamos deixando a leitura um pouco de lado!
    Adorei os livros, espero que não perca nunca suas expectativas e que consiga ler todos.
    Grande beijo,
    Gabrielle G. - Blog ABCD dos Livros
    http://abcddolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Nossa, que montinho lindo!! Não li nenhum desses, mas tenho muita vontade de ler Eu Sou Malala.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima
    http://vamosfalarlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir