A série de comédia Parks and Recreation sitcom de estilo documentarístico (similar á de The Office,Arrested Development e Modern Family) têm sido meu novo grande vicio para dar algumas risadas e substituir o espaço que How I Met Your Mother deixou com seu final, este mesmo ano.

A trama da série gira em torno do departamento do governo responsabilizado por Parques e Recreação da cidade fictícia(e maluca) de Pawnee (EUA) , e como sub-chefe deste departamento há a persistente Leslie Knope, que sonha em construir uma grande carreira na política, mas primeiro tem de se destacar exatamente neste departamento, completamente desorganizado.

Numa época que eu realmente estava "orfã de série" de comédia, surgiu Parks and Recreation, e logo quis dar uma oportunidade.E não me arrependi: é hilário mesmo.
Meu personagem preferido da série, Ron Swanson
Começando pelo elenco: temos como protagonista a personagem interpretada por Amy Poehler (também uma das produtoras da série), um nome de peso quando se refere á comédia na TV e no cinema.
Além dela, sinto dizer que me apaixonei ao longo da série por todos os personagens, de forma coletiva aos poucos (do mesmo modo que aconteceu comigo em outras séries preferidas minhas, como HIMYM e Arrested Development).São todos muito engraçados, principalmente por uma comédia de "situação"favorece para as expressões dos personagens.

A 1ª temporada é curta, então vou emendar a crítica junto com a 2ª, porque se complementam como se não tivesse separação entre as duas, só um período de pausa.O que aconteceu da 1ª para 2ª foi um caso muitas vezes raro de que a seguinte superou a primeira, quando a emissora tenta desesperadamente incrementar a história para ter logo um público-regular. Nesse caso não, a 2ª levou á série uma outra qualidade; melhorou a comédia, deu foco á mais personagens que eram apenas secundários na primeira, e renovou o elenco.
A comédia satiriza o sentimento "patriota" e o trabalho burocrático dos departamentos do governo, com o estilo interessante de documentário, em que há aqueles tipos de "comentários para a câmera" inseridos entre as cenas de forma para que se encaixe e forme uma boa piada.

O primeiro desafio de Leslie na 1° temporada é exatamente consertar um buraco atrás da casa de Ann, porém têm de passar por todo processo lento do governo.Já na segunda o desafio é outro; impedir que o departamento fechasse dando a ele algum grande triunfo.

Com um conjunto de personagens cheios de ironia e humor ácido, um elenco com química (muito importante para o bom desempenho da série), a série cria suas próprias piadas internas com o telespectador (exemplos que só quem vê reconhecerá: Duke Silver, Jerry's fault, "Literally!", Tammy destroys everthing e outros) , característica de boas comédias, e sinceramente eu gargalho de verdade assistindo-a.

Os episódios duram apenas 20 minutos cada, então dá para assistir rapidinho (tem no Netflix e no canal Sony) e se divertir bastante do mesmo jeito.

Já assistiu? Já ouviu falar?Se interessou?Comente e diga sua opinião!






Deixe um comentário